Tag: 20 músicas

Olá pessoinhas!

Decidi fazer essa tag pelo simples fato de estar sem ideias para outro tipo de post. E como todos gostam de escutar um som, mando aí minhas 20 músicas.

1- Música favorita: CRAZY BEAUTIFUL LIFE // KE$HA

Eu sou aquela que tem músicas favoritas do momento, nem sempre permanece a mesma. Mas atualmente e a que escuto muito muito é:

2- Música que você mais odeia: PEN PINEAPPLE APPLE PEN 

Creio que não preciso dizer o porquê (rs)

3 – Música que te deixa triste: BLOOM // THE PAPER KITES

Quer me ver chorar litros? Coloca pra tocar Bloom – The Paper Kites

4- Música que te lembra alguém: BITCH // LOLAWOLF 

Essa música é extremamente especial pra mim e meus amigos, chega a ser uma forma esquisita de se cumprimentar. Enfim, sempre escuto e lembro dos meus amigos.

5- Música que te deixa feliz: TAKE A WALK // PASSION PIT

A vibezinha dessa música me faz acordar de manhã com um ânimo além do normal. É certo que vou ficar feliz em escutá-la :)

6- Música que te lembra um momento especial: OS SEGUNDOS // CIDADÃO QUEM 

O nome da música já diz tudo, mas resumindo. Essa música marcou uma das melhores férias e viagens que já fiz até agora. Lembra também não só os lugares por onde passei, mas sim as pessoas maravilhosas que encontrei e a letra diz muito sobre essas idas e vindas.

7 – Música que você conhece a letra inteira: HEY JUDE // THE BEATLES

Claro que não podia faltar meus queridinhos Besouros. Foi minha primeira música em inglês que aprendi, então até hoje sei a letra, que foi tão marcante <3

8- Música que te faz dançar na hora que toca: TWIST AND SHOUT // THE BEATLES

Outra dos Besouros <3 não consigo me manter quieta quando toca essa música.

9 – Música que te ajuda a dormir: THE MOON SONG // KAREN O 

11 – Música que te identifica: MARIA CERTEZA // DINGO BELLS

Não só o “Maria” se identifica comigo, mas sim a letra. Mostra quase todas as minhas decepções e blá blá blá. Vale a pena escutar e conhecer essa banda do RS que eu tanto amo <3

12 – Música que você amava e agora odeia: QUASE DE MANHÃ – SCRACHO

Em meados de 2012/13 eu escutava isso. Agora nossa, enjoei demais.

13 – Música do seu disco favorito: MINHA CASA // FRANCISCO, EL HOMBRE (LA PACHANGA) 

Indico muito essa banda, que mora no meu coraçãozinho. E essa música além de tantas outras marcou muitooooo a minha vida. <3
OUÇAM FRANCISCO EL HOMBREEEE

14 – Música que você sabe tocar em algum instrumento:  THE PINK PANTHER THEME SONG 

Pois é, sei tocar no piano rsrs :) e só

15 – Música que você cantaria em público: ORAÇÃO // A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE

Sem dúvida essa! Ela é toda amorzinha e porque não sair por aí saltitando e cantando A Banda Mais Bonita da Cidade né!? rss

16 – Música que você de escutar enquanto dirige: VALERIE // AMY WINEHOUSE 

Eu não dirijo, mas minha mãe dirige. Sempre que estamos no carro escutamos Amy <3 então escute aí com carinho

17 – Música da sua infância: REBELDE // RBD

Como não colocar aqui o que marcou praticamente toda a minha infência. Sempre querendo ser a Roberta. Todas as músicas marcaram, mas a que lembro até hoje é a abertura!

18 – Música que ninguém esperava que você gostasse: RAE SCREMMURD // BLACK BEATLES

19 – Música que quer que toque no seu casamento: ALWAYS SPRING // I’M FROM BARCELONA

20 – Música que quer que toque no seu funeral: 

 

É ISSO ENTÃO PESSOINHAS, ESPERO QUE TENHAM GOSTADOS DAS MUSIQUINHAS <3 

BEIJOKAS DE LUZ P/ VOCÊS

 

sobre amizades e pessoas volúveis

Já pensei diversas vezes em como abordar o tema amizade em textos, mas não sei como definir tal emoção, sentimento e vivência. Parece ser algo extremamente fácil de falar, mas sempre é tratado de um jeito perfeito demais, e eu não quero isso, sabemos que não é assim.
Sejamos sinceros, quem nunca se decepcionou em confiar demais nas pessoas que a gente tinha colocado no pódio de amizades do ano. Isso é completamente normal nos dias de hoje.
Vivemos em uma era de pessoas volúveis demais todos se tornaram pessoas de momentos. E dentro das amizades, raramente as pessoas volúveis permanecem.
Isso tudo nos transtorna. Claro, isso vai de cada pessoa, mas aquelas que o círculo de amizades é limitado, isso causa um impacto enorme.
O que nos resta e viver e conviver.
Pessoas volúveis não são tão detestáveis assim, elas se tornam importantes em passar em nossas vidas, mesmo a amizade delas sendo dolorida, mesmo elas sendo propensas a se distanciar da gente, mesmo elas nos fazendo chorar litros, nisso tudo elas nos ajudam, nos ajudam a sermos mais fortes, ganhamos experiência em quesitos como “amizades falhas”.
Mas afinal, o que é amizade?
É tornar seu amigo em uma caixinha de segredos? Mas ao mesmo tempo, infelizmente, é não ter coragem de falar quando ele erra e lhe causa desconforto.
É chorar em seu ombro amigo quando necessita? Mas quando deseja conversar, desabafar, compartilhar uma angústia que está acabando contigo, ele simplesmente não te escuta como deveria, não toma nota da situação. Te deixa sozinho nas escolhas.
É não ser egoísta, ceder tudo pra ver seu amigo feliz? Mas quando você precisa de um auxílio, ele surge com seu jeito mesquinho e egoísta de ser. E novamente você fica sozinho.

Amizade não é gritar em alto e bom som que vai ficar tudo bem enquanto o outro sussurra baixinho que nada dá certo.
Amizade é sentar do lado dele e dizer: é, não dá e enquanto não der, eu estarei aqui do seu lado.
Amizade é viver o ruim junto, amenizando a dor da tristeza.

Então…

És volúvel ou não?

não sei lidar com amores de verão

14d2e45d9bc85a732b3839462e3e601d

EU PROMETO, DO FUNDO MEU CORAÇÃO NÃO CAIR NESSA DE AMOR DE VERÃO ESSE ANO!

Definitivamente eu não sei lidar com esses amores de veraneios.
Não sei o que acontece com os sentimentos quando a gente se encontra com a brisa do mar, da praia, do cheirinho de verão e o calorzinho aconchegante do sol, sem falar do pôr do sol que quase sempre se encaixa perfeitamente com uma companhia.
O calor presente no verão altera a nossa capacidade de percepção de vacilos.
No verão de 2014 teve um desses episódios em minha vida, que até hoje ecoa na minha vaga lembrança, e até saudade. Caí no amor de verão, que todos diziam ser um amor de verão e eu crente que era apenas uma má fé das pessoas, mas não, elas estavam certas desde o começo, foi um amor de verão.
O amor de verão tem suas características, as quais a gente vai descobrindo aos pouquinhos. No término do verão as coisas mudam, as pessoas mudam, a gente volta em estado de sobrevivência e não de vivência despreocupada. Voltamos aos nossos eixos de preocupações, de tarefas a cumprir, voltamos as nossas cidades, aos nosso empregos e estudos, e claro, o que deixamos de lado é o bendito amor de verão, que na vasta esperança de largar seu posto de paixonite de verão acaba dificultando ainda mais o que estava difícil.
Quase sempre separados, ambos enfrentam diversos obstáculos, os quais são difíceis de ultrapassar.
Cidades distintas, pessoas distintas e a saudade a apertar, desejando ter a companhia a avistar aquele pôr do sol mesmo da janela, de ouvir a chuva agora de inverno, imaginando a chuva passageira de verão que após foi presenteada com uma volta a beira do mar.
É realmente difícil suprir a saudade, a vontade de estar perto.
O amor de verão dói.
Depois de carimbar várias músicas com o sentimento de saudade, de querer viajar logo e chegar no abraço, pude perceber com o tempo que passou, com as lágrimas que ainda rolam ao escutar certas músicas, que o amor de verão não foi feito pra se estender para fora da praia, sem a maresia, sem as amizades praieras e claro, sem o pôr do sol, que foi marcado com beijos, contendo sabor de saudade, aquela saudade antecipada.

“Éramos amores de verão, feitos para ser esquecidos e deixados pra trás”

VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE AS SEGUNDAS-FEIRAS

Segunda feira:

Oi gente.

Mais uma semana se iniciou. 

Como todas as outras, pra mim começa sempre numa segunda-feira.

Ao acordar de manhãzinha, observando o calendário colocado ao lado da minha escrivaninha, vi aquela segunda-feira, aquele dia 28. Ele não me chamou atenção por imediato, confesso que apenas bati o olho no meu calendário por pura curiosidade e ansiedade por ver logo novembro se ir e vir logo em seguida dezembro trazendo suas lindas e maravilhosas férias de verão.

Não costumo prestar atenção no calendário, nos dias, nem em nenhuma informação em que ele nos transmite. Ainda mais em início de semana, a tal segunda-feira que é tão crucificada (quem nunca viu em uma segunda-feira uma publicação do facebook reclamando do dia).
Eu mesma detestava as segundas, era sempre um dia cheio de saudade, de preguiça, de pedacinhos do final de semana. Mas, porque tanto ódio por um simples dia que nos trará em seguida o final de semana tão desejado.

Tornamos algo tão simples em algo tão complicado. Ou tornamos o simples em algo banal demais, não paramos para analisar a essência e ensinamento de cada coisa que nos rodeia.

O desespero contido em nós mesmos em saber que logo acordaremos em uma segunda-feira inofensiva nos faz já acordar com frustações, com o pensamento no final de semana passado, sendo ele bom ou não. Mas, em suma, transbordamos a nossa segunda com coisas ruins. Culpamos a segunda-feira por pequenos desastres, e até mesmo por ela estar aí até a madrugada.

Chega de culpar a nossa segunda-feira, ela é linda. Tendo chuva ou sol, ela nos acompanha.

Vamos prestar mais atenção nas coisas boas em que ela nos oferece, nas pessoas que ela nos traz, nas músicas em que ela nos indica, nos cheiros e gostos. 

Diariamente passamos por transições diversas nas nossas vidas, devemos à noite (eu quase sempre faço isso no período da noite) analisar o fizemos, o que nos chamou atenção no mundo segundaveristíco, o que o dia de hoje nos trouxe, nem que seja apenas pra falar/pensar que avistou uma margaridinha no outro lado da calçada, ou que ouviu uma criancinha chorar desesperadamente na fila do mercado porque ela queria porquê queria aquele kinder ovo. 

Enfim, vamos dar um basta nessa baixa estima segundaverística que nos causa tanta dor de cabeça, desânimo e nos faz ficar cegos, surdos e mudos na frente de coisas lindas e maravilhosas que estão espalhadas em cada cantinho dessas segundas feiras.

#SundayFree

Comente sua opinião :) 

Beijinhos de luz no <3 

Tag: 20 perguntas aleatórias sobre mim ❤️

Bom, eu fiquei meia em dúvida sobre o que postar aí decidi por essa tag porque achei a tag 50 fatos sobre mim muitoooo longa e eu não tantas informações para colocar rsss bora lá então!

1. Porque seus pais escolheram esse nome pra você?
Bom, eles queriam um nome diferente mas que ao mesmo tempo homenageasse a minha bisavó que se chamava Antônia, daí como minha mãe sempre gostou do nome Maria, fiquei como Maria Antônia.

2. Qual a peça do seu guarda- roupas que você não consegue viver sem?
Bah… difícil. Acho que minha camiseta do Dart Vader ou minha jaqueta jeans.

3. O que você não sai de casa sem?
Sem meu celular, meu fone e algum livro que esteja lendo. São armas contra o famoso tédio.

4. Qual é seu animal de estimação??
Felinos >>>>>>
Atualmente tenho 2 gatinhos, a Kitty que tem mais de 10 anos, e o Zarathustra que tem uns 4/5.

5. Doce ou salgado?
Aqueles que me conhecem com certeza dirão doce, vivo de doce e mais doce, porém tem dias que só estou por uma coxinha de frango ou um pastelzinho hudheudhd.

6. Qual o seu maior sonho?
Iniciar a faculdade de Artes Visuais. Me formar. Viver em um apartamento com uns 3 gatos. E ter condições financeiras básicas para poder viajar aos lugares que tanto desejo conhecer.

7. Qual seu maior defeito?
Insegurança, ansiedade.

8. O que você prefere? brinco, colar, pulseira ou anel?
Não uso brincos, até usava uma época, mas acabei perdendo e desistindo de usar. Colar e pulseira já usei também, mas não sou muito fã. Já anéis, gosto muito, se pudesse cobriria meus dedinhos de anéis, mas atualmente uso apenas 4, dois em cada mão :)

9. Que tipo de flor prefere?
Já tive várias flores como minhas preferidas. Mas as que marcaram a minha vida e ainda estão como minhas preferidas são as Gerberas e os Girassóis.

 ─•⊰⚛ᵃˢ sυɴғʟowᴇʀ ᵗᵘʳᶰ ᵃʳᵒᵘᶰᵈ ʸᵒᵘ⚛⊱•─ : Só precisa esperar para a beleza acontecer.:

(fotos: pinterest)

10. O que você está querendo comprar?
Um sketchbook <3

 caderninhos:
(foto: pinterest)

11. Você acha que as vezes você acaba comprando produtos sem necessidade?
Uma coisa que posso dizer é que sou bem controlada em relação a compras. Mas já comprei coisas inúteis sim! Inclusive roupas, que nunca usei na vida, nunquinha mesmo.

12. Qual seu perfume favorito?
Floratta in Blue <3

13. Você é uma pessoa sociável?
Tem quem diga que não, mas eu acho que sim.

14. Você é uma pessoa vingativa?
Não, de forma alguma! Eu acredito que mesmo que sejam ruins comigo, prefiro ser boa com todos!

15. Qual sua marca de maquiagem favorita?
Não uso muito, mas quando uso quase sempre é Maybelline ou Vult.

16. Você coleciona alguma coisa?

Tampinhas de cervejas.
Você que ama cerveja, já pensou em quantas tampinhas de garrafa você jogou fora? Talvez seja uma boa ideia juntar algumas delas para fazer você mesmo aquele presente especial no aniversário daquele amigo ou amiga que, como você, também adora cerveja. Veja aqui quanta coisa bacana se pode fazer!:

(foto: pinterest)

17. Você pretende se casar?
Talvez.

18. Quanto ao seu blog, está como você quer ou tem algo que queira mudar?
Ainda não está como sonho, mas vai estar logo logo! Eu espero.

19. Você esperava chegar onde chegou com o blog?
Recém comecei, ainda não sei até onde posso chegar, estou indo aos pouquinhos.

20. Quantas horas você fica em frente ao computador por dia?
Depende muito do dia, e do número de tarefas que tenho que fazer. Quase semre passo em média 4hrs por dia, fora os dias que dou aquela pausa de 3hrs pra ficar no netflix assistindo séries e mais séries.

Espero que tenham gostado dessas coisinhas desnecessárias e aleatórias sobre mim.

Beijinhos de Luzzz!